X

Capcom rejeita a ideia de aquisição pela Microsoft

MIKE PASCHOAL | 25.09.2023 ÀS 20:26
2 min. de leitura

Nos últimos tempos, fusões e aquisições de grandes desenvolvedoras e editoras têm sido uma tendência notável, com gigantes como Microsoft e Sony adquirindo empresas como a Bungie e até a Activision Blizzard.

A Capcom, conhecida por suas franquias icônicas, como Resident Evil e Street Fighter, permaneceu no centro das atenções como um possível alvo, mas surpreendentemente, eles estão optando por um caminho diferente.

Durante uma entrevista recente concedida à Bloomberg na Tokyo Game Show de 2023, o COO da Capcom, Haruhiro Tsujimoto, comentou sobre o atual cenário de fusões e aquisições na indústria de jogos.

"Certamente houve muitas discussões sobre fusões e aquisições na indústria de jogos", disse Tsujimoto à Bloomberg. "Houve um momento em que fomos considerados alvos em potencial, mas optamos pelo crescimento orgânico em vez de adquirir empresas externas."

Ele enfatizou a importância de treinar e desenvolver talentos internos para impulsionar as estratégias de crescimento. Tsujimoto também mencionou a possibilidade de colaborações com parceiros externos, mas deixou claro que a Capcom não tem planos de adquirir outras empresas.

Quando questionado sobre como responderia a uma proposta de aquisição da Microsoft, Tsujimoto foi categórico: "Eu educadamente recusaria a oferta, pois acredito que seríamos melhores como parceiros iguais."

Essa decisão pode surpreender muitos, especialmente considerando o alto valor da Capcom no mercado, mas a empresa tem motivos para se manter independente. Seus jogos recentes, como Resident Evil 4 e Street Fighter 6, alcançaram grande sucesso, impulsionando suas ações a níveis recordes.

Tsujimoto também compartilhou a visão da Capcom de focar no PC como plataforma principal, mas com planos de expansão para o mercado móvel, graças a um novo acordo com a Apple para levar Resident Evil 4 para o iPhone 15 Pro.

Além disso, a Capcom está empenhada em alcançar a impressionante marca de 100 milhões de jogos vendidos em um ano, mais que o dobro do último ano fiscal, que totalizou 41,7 milhões de unidades.

Embora não tenha sido mencionada uma fusão com a Sony, parece que a Capcom está confiante em sua trajetória de sucesso e continua a focar na qualidade de seus jogos, provando que pode prosperar de forma independente.

Fonte: EventsHub

O Jogo de Luta está no Telegram! Participe e fique por dentro das novidades do mundo do Fighting Game. Acesse: t.me/jogosdeluta

VEJA MAIS
Brawlhalla: Personagem brasileira Vivi está disponível, assista ao trailer
Brawlhalla: Personagem brasileira Vivi está disponível, assista ao trailer
Skullgirls celebra 12 anos em grande estilo e com novos anúncios, confira
Skullgirls celebra 12 anos em grande estilo e com novos anúncios, confira
Granblue Fantasy Versus: Rising - Atualização 1.30 adiciona novidades na loja de Rupies, confira
Granblue Fantasy Versus: Rising - Atualização 1.30 adiciona novidades na loja de Rupies, confira
Mortal Kombat 1: Modder adiciona Ed Boon ao jogo, e a reação foi inesperada
Mortal Kombat 1: Modder adiciona Ed Boon ao jogo, e a reação foi inesperada
Killer Instinct: Confira as notas da atualização do patch da Versão 3.11.16
Killer Instinct: Confira as notas da atualização do patch da Versão 3.11.16
Ermac em Mortal Kombat 1: A Evolução do personagem ao longo dos 30 anos da franquia
Ermac em Mortal Kombat 1: A Evolução do personagem ao longo dos 30 anos da franquia
veja mais noticias >> veja mais noticias >>
Para o bom funcionamento do site, necessário aceitar os coockies. Veja quais são eles.